Os bastidores de Figueira

Por estes dias, o site “Criando a Realidade” teve todo o seu conteúdo apagado, deixando-nos apenas a bizarra mensagem: “Este site foi transferido para outra dimensão” (aqui)… Desconheço a razão disso, mas só espero não ter sido as aludidas “aparições” de Mainhdra (Mãe Universal), entidade à qual Corina Dhom, responsável pelo site, demonstrava singular simpatia, em Figueira, porque aí, penso eu, a coisa não teria nenhuma razão de ser (vide parágrafo próximo). Felizmente, dia 14 último, movido por uma intuição, salvei todo o conteúdo e os comentários dos posts que tratavam de Trigueirinho e/ou Figueira ali, e acho que os leitores deste blog muito ganhariam em tomar conhecimento de alguns testemunhos presentes naqueles textos e comentários. Porém, como é possível que a iniciativa de retirar todo o conteúdo do site proveio da própria Corina, o que indicaria que ela não deseja mais que seus textos estejam disponíveis virtualmente, não os reproduzirei aqui, limitando-me a transcrever uma seleta de comentários que seguiram-se a 3 deles, com negritos sempre meus. Antes, porém, permitam-me uma “palavrinha”…

Dia 19 último recebi um e-mail comunicando sobre o calendário das “aparições da Mãe Universal” em Figueira (sim, a coisa tem hora marcada e tudo mais…) Segundo o comunicado, o processo das aparições desta entidade, “que esteve entre nós como Maria, a mãe de Jesus”, “é semelhante ao das manifestações em Lourdes, Fátima e Medjugorje”, e, “nesses encontros, a Mãe Universal transmite Suas mensagens a todos os presentes, por intermédio de um grupo de trabalho orante da Ordem Graça Misericórdia”. Ora, ainda que a mãe de Jesus esteja se manifestando ali (o que não acredito mas também não acho impossível, uma vez que, ao contrário de Trigueirinho e comparsas, talvez exista em Figueira indivíduos realmente elevados, capazes de canalizá-la – nota de 20/04/12: por este comentário, realizado por uma pessoa que morou em Figueira e que conheceu o “vidente” lá, firmo definitivamente a opinião de que a coisa não passa mesmo de um grande embuste), não vejo qualquer razão para que pessoas que de fato tenham compromisso com seu próprio crescimento espiritual se desloquem até lá para assistir ao espetáculo. Evolução se dá com trabalho interno, e onde quer que estejamos! Tudo o que é preciso saber a este respeito já nos foi ensinado por mestres espirituais do passado. No mais temos apenas variações sobre o mesmo tema, destinadas aos “alunos” desatentos ou preguiçosos. 

Vamos então à seleta de comentários dos posts “Fazenda Figueira Opúsculo ‘Perdão e Serviço'”, “Fazenda Figueira Sem Misericórdia III” e “Retrocesso em Figueira?”, do extinto site “Criando a Realidade”.

De “Fazenda Figueira ‒ Opúsculo ‘Perdão e Serviço'” :

Conheço Faz. Figueira, Trigueirinho e companhia desde o tempo em que não eram uma potência, com filial no Uruguai (paraíso fiscal) e resguardados no Brasil sob o manto legal de instituição religiosa (igreja – Ordem Graça e Misericórdia). Ainda pediam abrigo em nossas casas pelo Brasil a fora para fazer palestras e encontrar seguidores. Conheço ainda pessoas que dedicaram parcela significativa de suas vidas à Figueira e Trigueirinho até o dia que conseguiram perceber o que acontece nos bastidores. (…)

Convém lembrar que a Santa Inquisição “também ocorreu para o bem da Humanidade” (assim dizia a Igreja), e que muitos dos inquisidores, na busca de servir, jamais se questionaram acerca das atrocidades que cometiam. Exemplos assim, nos quais as pessoas com medo de não se entregar ao Bem fecham os olhos e abdicam de analisar verdadeiramente um fato, pessoa ou instituição, temos muitos na história.

Sinto-me totalmente confortável para comentar o assunto, pois, apesar de jamais ter participado do sistema Figueira, conheço-o desde que era adolescente (…)

(Berg, em 17/11/2010)

.

Certamente há apenas um mês atrás eu estaria defendendo Figueira com unhas e dentes pelo tanto de experiências positivas que passei em Figueira durante esses 13 anos que a frequento. (…)

Estou em choque com o que vi em Figueira (e prefiro não contar, pois é muito sério), e relutante em acreditar que um trabalho que considerei tão sério e tão puro ter por trás o que tive a oportunidade de ver. Realmente, depois desta, só posso confiar na guiança interior, em nenhum caminho exterior, pois vejo que os descaminhos podem ser muito sutis, razão pela qual o Mestre Jesus nos alertou que poderia até “os escolhidos” se confundirem e serem desviados. Não tenho dúvidas de que Figueira mascara muito inteligentemente suas intenções. Estou convencida de que as experiências positivas que passei em Figueira dependeram de minha espiritualidade e de minha abertura e entrega ao Caminho, e isso poderia ter acontecido em qualquer “instituição”. Quando estamos decididos a não ver a verdade, simplesmente não vemos. Mas desta vez que estive em Figueira pude ver, sem me deixar dúvidas o que está por trás. Existem inteligências, sim, por trás de tudo. Não estou dizendo que o Trigueirinho é um charlatão no nível mais grosseiro do termo[*]. Mas estou dizendo que ele não trabalha para as Hierarquias da Luz. E isso eu pude constatar. É um trabalho muito grande, muito bem feito e organizado, muito bem mascarado, que com certeza desencaminhará a muitos, mas, claro, é preciso confiar que o Ser mostrará a Verdade para cada um, como de fato me tirou deste trabalho. Estou muito chocada com o que aconteceu, fiquei meio sem chão, afinal, esperava isso de qualquer lugar, menos de Figueira. (…)

(Jane, em 11/01/2011)

[*] Poderia ter dito. Basta ver estes posts: aquiaqui.

.

Cara Corina!

Estive na Figueira por cerca de dois anos, fui morar na cidade de Carmo da Cachoeira e prestava tarefas nas fazendas.

Deixei minha vida comum numa grande cidade atendendo a um chamado interno e muita mensagem subliminar incentivando tal atitude durante as partilhas.

Aquilo parecia ser o único caminho para quem de fato queria seguir um chamado interno e seguir as Hierarquias.

Estava completamente certa de que aquele era o meu caminho.

Demorei para abrir os olhos!

Acho que não queria acreditar que tinha feito um escolha precipitada e totalmente equivocada.

Relutei, mas decidi ir embora.

Acho que depois de um tempo o grupo que detém o poder já não quer que fiquemos e começa a fazer uma perseguição sutil e poderosa (sempre usando inocentes úteis para as atitudes mais pesadas) até que desistamos e dizem que a pessoa foi embora porque não estava preparada ou não estava no nível evolutivo do grupo.

ISSO AQUI FORA SE CHAMA ASSÉDIO MORAL.

Passei alguns anos para me recuperar totalmente desse trauma.

Achava que eu era o problema e aos poucos e com muito trabalho fui entendendo o que aconteceu. Hoje estou bem e encontrando novas formas de busca espiritual.

Aprendi a trilhar meu caminho sempre com discernimento e ouvindo antes de tudo a minha intuição ou voz interna.

(Maria, em  12/01/2011)

De “Fazenda Figueira Sem Misericórdia III”:

Acabei de ter uma experiência muito negativa em Figueira. A pior da minha vida. Estou meio sem chão, pois sempre acreditei que este era um dos trabalhos mais sérios do planeta. Mas o que vi não deixa dúvidas. Eles não são humanos e estão trabalhando com a fachada do Bem e usando a mais alta espiritualidade para arrebanhar o maior número possível de pessoas que se confirmam e magnetizam esta ligação através dos mantras. Gostei muito de seu artigo, me deixou um pouco aliviada. Mas acho incoerente falar de um jeito de Figueira e de Trigueirinho de outro, como se um não fosse fruto do outro. Aliás, “pelos frutos conhecemos a árvore”.

(Uma decepcionada, em 11/01/2011)

.

(…) ler você escrever que algumas pessoas dizem ter visto reptilianos ao lado de Trigueirinho foi a resposta que eu precisava para seguir meu caminho na certeza de que não estou enlouquecendo. Também tive esta experiência em Figueira, e nunca havia ouvido falar em reptilianos antes. Somente depois que vi é que fiz pesquisas e encontrei estes temas. Confesso que se não tivesse visto o que vi, com meus próprios olhos, seria muito difícil de acreditar nisto, ainda mais vindo de um trabalho como este. Mas, realmente, agora estou muito segura de que este trabalho não é mesmo do Bem. Isto me faz lembrar algo que Jesus disse: “Se tua luz forem trevas, quão grandes serão estas trevas”.

(Uma decepcionada, em 12/01/2011)

.

Então, Eliane… eu passei muitos dias depois do que vi tentando entender o que aconteceu. O que mais me assusta é que eu vi materialmente, não era uma visão, algo do astral. E também não vi com o Trigueirinho, porque quando eu fui ele não estava em Figueira neste dia. Eu vi em residentes antigos, braços direitos dele, muito conhecidos ali. E a maior prova para mim é que antes disso eu nunca havia ouvido falar em reptilianos. Eu não tinha idéia do que era homens-lagartos. E eu escrevi isso no Google depois e fiquei sabendo da existência destes seres, que para minha surpresa são tb intraterrenos. E então comecei a olhar mais neutramente para tudo, cogitando a possibilidade de não ser um trabalho do Bem. Não pense que foi fácil para mim conseguir aceitar isso. Pedi muitos sinais. E se hoje falo isso aqui não é para brincar de certo e errado, porque eu sei da responsabilidade que existe em se afirmar algo e do quanto posso estar influenciando alguém com o que estou contando. E tive que ter muita certeza para afirmar isso publicamente, porque claro que havia a possibilidade de estar desviando as pessoas de um caminho verdadeiro. Mas as evidências vieram. Inclusive com um relato de um amigo, frequentador assíduo de Figueira, que quando contei isso a ele se lembrou de um sonho que tivera em Figueira, em que um dos residentes de Figueira, muito conhecido lá por todos que a frequentam, se transformara em lagarto. Então, depois de muita pesquisa sobre o tema, muitas coisas se encaixaram, até sobre o idioma irdin, que é um idioma muito parecido com o sumério (e os sumérios tiveram contato direto com os reptilianos, segundo minhas pesquisas). (…)

(Uma decepcionada, em 05/05/2011)

.

(…) Mas, mesmo Figueira sendo esse “modelo” de mundo ideal, ainda assim a realidade não deixa de ser dura e cruel, pois eu CONHEÇO pessoas que se viciaram em droga ali dentro e sei de histórias que colocam em 5 minutos esse modelo de “cidade” no chão.

(Leo, em 27/08/2011)

 .

O fato é: ninguém em Figueira está disposto a encarar a própria sombra, ninguém está disposto a ver, por isso estão lá. Porque precisam de alguém que ajude-as a continuar não encarando as dificuldades, os conflitos internos, alguém que lhes diga como fazer as coisas, como agir, porque elas não têm suficiente confiança no Ser Interno. E Trigueirinho faz isso muito bem por elas. Trigueirinho é o vilão que elas precisam. (…) O dia que só a Verdade importar, elas não conseguirão mais estar lá, visitar Figueira ou sequer considerar Trigueirinho como um guia. Acho válido no sentido de evitar que outras pessoas que nunca frequentaram, frequentem. Mas tentar quebrar a cegueira é impossível. Simplesmente porque é uma cegueira cultivada, defendida.

(Tania, em 01/09/2011)

.

Tenho uma conhecida que mudou para Figueira antes do ano 2000, por causa do fim dos tempos. Não sei se Trigueirinho, mas alguém disse a ela que deveria largar tudo, que no ano seguinte não haveria mais nada. Ela era funcionária pública, mas ainda não tinha estabilidade. Largou tudo e foi para lá. Ela voltou, e até hoje lamenta pelo trabalho perdido, teve muitos problemas com a família, desistir de ter um caminho… e esse foi para ela o resultado de uma promessa de resgate de Figueira. Aquele homem não tem nenhuma responsabilidade com a vida das pessoas. (…)

(Victor, em 03/09/2011)

De “Retrocesso em Figueira?”:

Corina e todos os que acompanham esse blog, boa noite. Os comentários feitos por você, Corina, são muito relevantes. Digo isso por experiencia própria. Tomei contato com Trigueirinho e Figueira em 1989, quando F1 estava em construção. Quase na mesma época, surgiu o terreno da Granja Viana, onde hoje existe o “Núcleo”. (…) Me envolvi em vários setores: ajudei nas partilhas do Cultura Artística, em São Paulo, estive em vigília na chamada “Casa do Planalto”, pernoitei na Granja Viana em um barracão de madeirite, plantei grama, colhi milho, plantei batata doce, inhame, podei bananeiras, pintei casas, trabalhei em hortas, etc. (…) quase 7 anos em que fui assíduo no trabalho (…) Acho que quem tiver o menor senso crítico não conseguirá aceitar Figueira por muito tempo. A prova disso é a saída de residentes antes considerados verdadeiros “santos” na comunidade. Fui vítima da falta de educação, pra não dizer grosserias, de alguns residentes, e estou falando sobre fatos ocorridos há 15 anos atrás ou mais. Conheci pessoas em grande conflito emocional, pessoas que eram aconselhadas a deixar o contato com suas famílias, pessoas que doaram seus bens, inclusive imóveis, para angariar fundos para Figueira. Um dos residentes à época, pessoa sensível e que se sentia triste ali, me confidenciou que, aos domingos, após a partida dos grupos que vinham de vários estados do Brasil, a tristeza batia fundo e ele se sentia abandonado. Uma vez, viu outro residente caminhando com uma mochila em direção à “Toyota” que ele dirigia na fazenda. Ele pensou: “vai fugir”. Que tipo de lugar é esse de onde alguém possa querer fugir?? Discordo de você, cara Corina, quando parece querer isentar o Trigueirinho do que acontece ali. Dou um exemplo: sofro há muito tempo de transtorno obsessivo compulsivo e, quando o distúrbio veio à tona, procurei ajuda em vários lugares, inclusive em Figueira. Em uma certa edição de “Sinais de Figueira” que circulava à época, um aviso dizia que Figueira não tratava de problemas mentais. Questionei esse posicionamento em pergunta feita numa das partilhas, dizendo que o espectro de problemas mentais era muito vasto e que eu estava me beneficiando muito com o tratamento que recebia ali, disse que aquele aviso no jornal poderia afastar pessoas que tivessem a real necessidade de cura, no que recebi a seguinte resposta de Trigueirinho, ainda que de forma coletiva e não direta: “quando Figueira tiver estrutura para tratar de louco manso, vamos tratar de louco manso”. (…) Lá não se deve questionar, opinar, duvidar. Obedeça, trabalhe, se não estiver satisfeito, vá embora, pois você não serve, não é evoluído. Soube de lares desfeitos, mães chorando a ausência e mesmo a repulsa dos filhos, pessoas meio fora de órbita. (…) Poderia continuar por horas a fio, relatando as mais diversas experiências, mas acho que já dei meu recado. Não digo que não tenha aprendido nada em Figueira. Se dissesse tal coisa estaria mentindo. Apenas acho que os benefícios são suplantados pelo que não tem valor algum. (…)

(Vinicius, em Set/2011)

 —

Vamos refletir sobre tudo isso?…

Anúncios

Tags: , , ,

116 Respostas to “Os bastidores de Figueira”

  1. Vinicius Says:

    Caro “admin”,
    Reparei mesmo que o site Criando Realidade saiu do ar. Ainda dá para acessar em cache, mas os links não abrem. O que será que aconteceu com a Corina? Será que está sofrendo alguma represália? De qualque forma, que papo é esse de Mahindra? Já estão tendo visões lá, é?? Cara, isso tá cada vez mais parecido com o culto “Heaven’s Gate”, e todo mundo sabe o que aconteceu com eles, né??!! Eu tenho contato com um sujeito que é um faz tudo, muito bom pedreiro, encanador e eletricista, que frequenta Figueira há muito tempo. Ele está fazendo um trabalho aqui em casa e comentou que ia a Figueira para uma aparição de Mahindra.
    Vou tentar saber um pouco mais.
    Abraço.

    • Admin Says:

      Olá, Vinicius.
      Não sei o que aconteceu para Corina ter decidido sumir com o conteúdo do site dela. O que achei estranho mesmo foi o fato da coisa coincidir com a divulgação das supostas aparições em Figueira de Mainhdra, novo nome de Maria (mãe de Jesus) na terminologia de Trigueirinho & “Cia. Bela”.
      Sim, tem gente lá em Figueira vendo a entidade, e já foi divulgado até um calendário de quais horários de quais dias o espetáculo se repetirá!… Nestas “aparições”, a entidade tem transmitido recados que têm sido tomados como “profecias”. Só quero ver onde isso tudo vai dar… Há algumas informações a respeito aqui, mas a descrição não bate em certo ponto com o e-mail que recebi (direto de Figueira) divulgando o caso: no site é dito que quem vê e transmite os recados da entidade é apenas uma pessoa (um tal de frei Elias, do Uruguai), enquanto na mensagem que recebi (transcrita em parte no post acima) fala-se que isto estaria a cargo de “um grupo de trabalho orante”.
      Abraço.

      • Paloma Says:

        Se a coisa já estava ruim, agora então… Já tem mais de um ano essa postagem, e de lá p/ cá as coisas mudaram bastante, pelo menos aparentemente. Depois que Trigueirinho se retirou (até falaram que ele tinha morrido) quem manda em figueira agora é um grupo do Uruguai, chefiado por uma mulher-general. Antes o nome dela era Elizabeth Cesar, mas foi trocado p/ Shimani. Através da manipulação da devoção das pessoas, ela está fazendo um grande estrago principalmente nas mentes ingenuas. Trata-se de um típico caso de hipnose, ilusão coletiva e fanatismo em torno de uma suposta “aparição” da Virgem Maria.
        Esses encontros chamados de “aparições” (que nunca apareceram) servem para ampliar a captação de energia, principalmente através das orações inventadas e repetidas incessantemente pelas multidões. Lá, as pessoas são apenas como baterias recarregáveis: devem fornecer energia, sem questionar, ininterruptamente. O enorme fluxo de energia obtido garante PODER ao movimento. O que as pessoas devotas não sabem é que estão gerando energia p/ uso no plano astral por forças perigosas, contrárias à luz.
        É muita, MUITA manipulação, e só não VÊ quem não quer ou está hipnotizado. Imagine se uma aparição Mariana iria ficar aparecendo em praticamente todo o mundo de acordo com as marcações de datas determinadas por uma mulher e seu “vidente”; marcando dia e hora p/ aparecer, marcando horário e mudando esse mesmo horário de acordo com a conveniência dela, mentindo que a santa “pediu desculpas” por ter chegado atrasada, pediu dinheiro, que está muito “preocupada” e outros absurdos semelhantes…
        Na era de Aquarius, o Invisível se torna visível; a mentira tem pernas curtas, e logo logo tudo isso vai cair na cabeça de seus “inventores”.

      • Paloma Says:

        Para quem está querendo conhecer e entender mais sobre o lado oculto de toda essa história, sugiro a leitura do livro ERAS DESPERTAR-livro 1, do autor Stephen Play – Edt Americana.

  2. Vinicius Says:

    Caro Admin, boa noite. Também recebi este email de Figueira. Diferentemente de alegadas aparições/visões do passado, como em Fátima e Lourdes, parece que agora as mensagens vêm por intermédio de outrem. Ou seja, não há como saber se o sujeito tá inventando aquilo tudo ou se a mensagem é real. Como a fé de todos lá parece ser cega (e há alguma fé que não seja?), ninguém questiona nada e engole tudo. Nada mudou e nem mudará. Ainda vivemos na idade das trevas. Com relação ao ex-residente que sofreu ameaças, mandei um email para ele mas ele ainda não respondeu. Talvez o trauma ainda seja grande e ele não queira se arriscar a falar. Aproveito para pedir à colaboradora “decepcionada” que me escreva em particular. Gostaria de saber mais sobre suas desventuras. Posso divulgar meu email aqui??
    Abraço.

    • Admin Says:

      Olá, Vinicius. As mensagens em Lourdes e Fátima também vieram por intermédio de outrem (a adolescente Bernadette, no caso de Lourdes, e as crianças Lúcia, Francisco e Jacinta, no caso de Fátima). Aproveitando, já deixo divulgado aqui seu email: gvpadula@hotmail.com.
      Abraço.

  3. João Batista Barbosa Says:

    Olá! Vinicius: Sou o ex-residente que sofreu ameaças e já enviei-lhe um e-mail contando mais detalhes. Fiquei abismado em ler acima tanta comprovação do que percebi em Figueira. Realmente o que senti de bom lá foi realmente por conta dos companheiros mais capacitados do grupo, e não por conta do Trigueirinho. Tive muitos relatos de que ele é um mago negro. E, após sair de lá, conheci um vidente na “Chapada dos Guimarães” que disse-me que ele foi “Torquemada”, o pior dos inquisidores da Igreja Católica. Já participei e penso muito em formar um grupo de orações independente e livre, de pessoas bem intencionadas.
    João Batista

    • Vinicius Says:

      É uma pena que tudo aquilo seja um embuste. Sinto pelas pessoas bem intencionadas que passaram por ali. Mas cada qual escolhe seu caminho.
      Abraço.

    • Suzane Says:

      Olá João Batista Barbosa. Vc poderia enviar-me um email tb me contando os detalhes? Passei por lá e senti algo muito estranho… Abç (sudavilla@hotmail.com)

  4. Admin Says:

    Vale a pena ler um comentário que foi feito hoje no post inicial deste blog, “O contraditório Trigueirinho” (aqui). A pessoa esteve por 3 anos envolvida em Figueira e faz revelações surpreendentes sobre os bastidores de lá, além de levantar hipóteses curiosíssimas a respeito do que estaria por trás de todo aquele sistema.

    • Vinicius Says:

      Olá. Li o posting e achei, me desculpe, uma grande viagem. Parece até roteiro de filme do George Lucas!!!!! Me parece que o mais importante é avaliar Figueira pelo que seja comprovável. E exemplos de suas falhas, manipulações e contradições há aos montes. A tese de mestrado que você mencionou algum tempo atrás é muito boa nesse sentido. Ela faz uma análise do ponto de vista da sociologia. Recomendo a todos uma lida.
      Abraço.

      • Admin Says:

        De fato há muitas coisas “malucas” no comentário (foi o que chamei de “hipóteses curiosíssimas”). Mas não podemos negligenciar o início do depoimento, onde o comentarista fornece informações que seriam decorrentes de sua *experiência pessoal* de 3 anos em Figueira (contrabando, sonegação fiscal, controle mental, etc.).

  5. Vinicius Says:

    É verdade, os comentários da vivência dele lá são bem relevantes. Gostaria que ele falasse mais especificamente, em especial sobre a questão sexual, que sempre foi tabu ali.
    Abs

  6. Aerdna Says:

    Tenho frequentado Figueira e estou lendo esses posts. As pessoas sugerem coisas, mas nao relatam os fatos e parecem ter medo de falar o que viram, o que ouviram. De quem? Se há algo errado vcs devem falar as claras para que pessoas que estão chegando possam avaliar. Obrigada.

  7. Lis Says:

    Bom, a minha opinião: quem está na chuva é para se molhar, e se você não gostou sempre pode desistir…
    Mas, me pergunto: Por quê devo acreditar em vocês que escrevem estas coisas sobre Figueira?
    Serão vocês mais credenciados?
    Eu não garanto…
    Não vos conheço, e desde sempre aconteceu que, no mundo, ao serem introduzidas novas ideias, opinões, etc, há sempre opositores, além de que não existem neste planeta lugares perfeitos!!!
    Quem são vocês?
    Quais as vossas credenciais?

    • Admin Says:

      Sobre a questão das “credenciais”, um comentarista de outro post, referindo-se especificamente a mim, já as havia solicitado (aqui). Veja lá as 2 respostas que se sucederam.

    • Julia Says:

      Olá Lis,

      Ninguém está pedindo para acreditar em nós. Acredite no seu Eu Maior, e ele haverá de te mostrar o que tiver que ver. Mas quanto mais predisposta tiver a acreditar que Trigueirinho é um santo, mais tempo isso poderá levar. Fique neutra, aberta a todas as possibilidades e atenta, e verá por si mesma.
      Eu perdi minha fé depois que passei por Figueira. Hoje tenho dificuldades de confiar em qualquer caminho.
      Estou tentando recuperar algo que me dê um alento.
      Não acredito nisto de “está na chuva é pra se molhar”, porque não me envolvi em Figueira para isso.
      E acho sim importante ter um espaço de “desabafo” aqui na internet, porque todos que saem de lá por alguma razão sentem medo de falar. Sentem medo de serem os únicos. E aqui é um lugar onde sabemos que não estamos sozinhos.

      Não creia em nós. Veja por si mesma. Tenha suas próprias experiências. Corra esse risco.

      Abraço.

    • Mauricio Says:

      E quem é Shimani, você sabe? Quem é Trigueirinho?? Você o conhece a fundo a ponto de por a mão no fogo por ele??? Use suas dúvidas para o outro lado também!

    • Petrus Says:

      E você conhece Trigueirinho de fato? Sabe quem está por tras dele? Conhece seus reais objetivos? Acredito sermos mais credenciados, porque o que passamos aconteceu conosco. Agora, se você acha que o algoz é mais credenciado só porque ele escreveu livros e tem um centro “espiritual” doado por suas vítimas, aí é com você, vá em frente e veja por si mesma.

  8. Renato Says:

    Vcs estão loucos, vou a Figueira há 15 anos e o que vcs estão relatando realmente não procede.
    Renato D’avila

    • Admin Says:

      Meu amigo, seja mais prudente. Respeite aqueles que vivenciaram ou tomaram conhecimento de coisas que lhe são estranhas. O fato de você desacreditar do que foi dito não torna os relatos inverídicos. Pensar de forma contrária, como fizeste, colocando tua crença acima do testemunho de outras pessoas, isso sim, é sinal de loucura.

    • Lara Says:

      Exato!

    • Petrus Says:

      E eu frequentei Figueira semanalmente por 13 anos e atesto tudo o que foi dito aqui contra Figueira. Se você olha para o teatro, não vai ver nunca. Se você começar a olhar para os atores, tem grandes chances de ver. E é necessário que você tenha um contato mais íntimo com a cúpula de Figueira também. Fique atento, Renato D’Ávila.

  9. Marcos André Says:

    A fé de muita gente ficou abalada depois da análise feita por pessoas credenciadas nas fotos das luzes de Trigueirinho.
    Da fraude, o analista disse: “Não sabia se ria ou se chorava”…
    O mesmo dizemos nós, que buscamos um bom caminho espiritual.
    Gostaria de saber se vai aparecer alguém de Figueira para refutar com propriedade a análise das imagens…

    Só o Cristo para separar o joio do trigo.

    PAZ

    • Paloma Says:

      Essa história é antiga. Claro que quiseram calar a boca da revista que fez a divulgação dessas análises, mas aparecer alguém p/ realmente provar e desmentir, ninguém. Esperam que o tempo passe e as pessoas esqueçam.

  10. José Pereira Says:

    Eu acompanho o trabalho em figueira há alguns anos e pessoalmente nunca tive a menor razão de queixa.
    Pelo contrário. Mesmo com formação superior em engenharia civil, se não fossem os instrutores de figueira (e não santos, nem eles se consideraram santos), nunca saberia que existiram instrutores como alice bailey, paul brunton, ramana maharshi entre outros…Porque na escola só ensinam a ser mais um robot que produza para a sociedade e continue a engordar o estado.
    E nas missas de Domingo é sempre o mesmo papo do amor sentimental. Poderia ir 800 anos seguidos à missa que era sempre o mesmo papo…Instruam as pessoas sobre o kardecismo – nível base, pra começarem a abrir os olhos!
    Quanto a isso dos lagartos, essa história já é ‘mais do que velha’, e eles realmente andam por aí inclusivé em lugares de comando, basta estar atento a certas decisões que os políticos tomam (pra acabar de vez com a dignidade das pessoas).
    Referente a seguir o Eu interno ou alma, se não fosse os instrutores de figueira muito povo nem saberia que existe isso de eu interno, alma ou espírito consoante o nível de afinidade.
    Os conflitos dentro de Figueira acabam por ser ‘naturais’ num sítio onde se encontram centenas de pessoas convivendo. Quem não os tem? Há muito povo que tudo lhes faz confusão, basta ver pela superpopulação que está aí (1930= 2mil milhões; 2011= 7mil milhões), onde todo mundo fica fazendo filho quando a minoria é que devia ter esse serviço. Depois deu no que está aí, desemprego, indignidade, poluição, violência, assassinando milhões de animais por dia para satisfação dos instintos carnívoros, etc. (Isso é que é involutivo!)
    Quanto às fotos das naves nos livros, é fácil comprovar a sua autenticidade através da radiestesia (ou será que os cientistas também não acreditam nisso?). Mas depois quando pegam cancro, até reiki frequentam pra se salvarem de qualquer jeito.
    Eu tenho regularmente contacto visual (com olhos físicos mesmo) com esses irmãos maiores, e sempre me induziram a uma sensação de paz e de amor impessoal. E até me disponibilizei pra os mostrar a um astronomo meu conhecido, mas acho que ele teve medo e me respondeu “que não tinha tempo”.
    Como se vê, os cientistas são no geral uns cabeças quadradas, seguidores de fórmulas bafientas, que fazem tábua rasa até aos próprios crop circles (pra não cairem na vergonha e perderem a carreira).
    Sempre tive a ganhar com eles (artur, shimani, josé, etc), considero-me uma pessoa prudente, e a confiança veio lentamente se construindo ao longo dos anos…
    Repito: Conflitos, duvidosos, intrigas, sempre os houve.
    Para terminar deixo aqui uma reflexão:
    Se trigueirinho fosse da hierarquia oposta à do bem, incentivava todo mundo à oração?
    Incentivava é o povo a se reproduzir ainda mais do que está fazendo (ver gráfico demográfico pop mundial), pra arrebentar com o planeta ainda mais celeremente do que essa massa humana está actualmente fazendo.

    Paz e luz.

    • Admin Says:

      Comentando…

      1- “Mesmo com formação superior em engenharia civil, se não fossem os instrutores de figueira (e não santos, nem eles se consideraram santos), nunca saberia que existiram instrutores como alice bailey, paul brunton, ramana maharshi entre outros…”

      De fato. Para aqueles que não têm qualquer pendor para o autodidatismo, que não têm dentro de si a chama viva da busca pessoal pela sabedoria, que tudo o que fazem na vida é decorrente do que lhes foi ensinado, é preciso mesmo que apareçam “instrutores” para lhes acordar… E o pior é que essas pessoas, muitas vezes, passam uma vida inteira em sistema de dependência psíquica aos tais “instrutores”… Só quando acordam do lado de lá é que então percebem que evolução, razão pela qual — penso eu — estamos aqui, definitivamente não se dá dessa forma.

      2- “todo mundo fica fazendo filho quando a minoria é que devia ter esse serviço”

      Pra você a concepção de um filho é “serviço”?!

      3- “Quanto às fotos das naves nos livros, é fácil comprovar a sua autenticidade através da radiestesia”

      É mesmo?! Então me responda às seguintes perguntas: a) Como saber se alguém é um autêntico radiestesista? b) Definido tal critério, quantos radiestesistas autênticos analisaram as alegadas fotos de naves dos livros de Trigueirinho? c) Onde estão publicadas suas opiniões a respeito?

      4- “(ou será que os cientistas também não acreditam nisso?)”

      Bem, lhe devolvo uma pergunta cuja resposta liquidará completamente sua dúvida: quantos artigos científicos existem publicados sobre radiestesia?

      5- “Como se vê, os cientistas são no geral uns cabeças quadradas, seguidores de fórmulas bafientas”

      É… Bons mesmos são os engenheiros civis metidos a radiestesistas e videntes, né?

      6- “Se trigueirinho fosse da hierarquia oposta à do bem, incentivava todo mundo à oração?”

      Olha, eu não acredito em nenhum tipo de maniqueísmo, tanto é que faço questão de enfatizar que o grande problema de Trigueirinho é a contradição, presente em diversas variantes no trabalho dele. Agora, sobre como um trabalho não voltado ao Bem pode utilizar-se da oração como pano de fundo, sugiro-lhe ler este comentário, referente a outro post deste mesmo blog.

      • Nils Says:

        Sobre ter filhos como “serviço” gostaria de esclarescer que a palavra aqui entra num contexto muito amplo, pois chama-se “serviço” pois dar a oportunidade a um ser vir a assumir um corpo fisico é de uma tremenda responsbailidade, e o “serviço” aqui cabe como “doação para o bem comum”, pois voce não cria filhos para serem seus. Filhos não são propriedade, apenas, responsabilidade temporária. Como não se tem esse conceito de responsabilidade, as pessoas dão à luz por vários motivos, nenhum deles focados na perspectiva mais profunda , que é a consciência da encarnação. “Serviço” aqui se equipara a “honra” e “responsabilidade”. Jesus fez um “serviço” quando se dispôs a viver entre nós e nos ensinar o amor.

    • Renata Says:

      Pois é, José Pereira: as pessoas se exacerbam por seus próprios conflitos internos, e a tendencia é mesmo culpar os outros. Não vou mais à Figueira por motivos que não vêm ao caso, mas sou imensamente grata por haver sempre a possibilidade de ouvir Trigueirinho através do site da Irdin.
      Paz e Luz, irmão.

    • Lara Says:

      Perfeito!

  11. José Pereira Says:

    Esqueci de referir no escrito anterior, mais 2 assuntos importantes:
    1.- A questão do “Fim dos tempos”;
    2.- O alegado Tabú do sexo em Figueira;
    Vou fazer aqui o meu comentário pessoal sobre essas duas questões, mas incentivo a cada um a estudar a fundo o assunto e não ficar confiando o que “o amigo do amigo do amigo diz que disse”.

    assunto 1:
    Nunca foi mencionado nas partilhas que iria haver um “Fim dos tempos”, mas sim “um fim de ciclo”, que é muito diferente.
    Qualquer pessoa (que não ande a dormir) poderá ver que as sociedades estão em decadência, e os níveis de egoísmo, poluição, despesismo, estão a atingir um patamar nunca visto.
    Os mares estão subindo – Facto.
    É obvio que o balão está para estoirar mais dia menos dia.
    Os ciêntistas pouco ou nada dizem pró pânico não estoirar.
    Mas nunca foi em Figueira referida nenhuma data à excepção de outro contexto, a de 8 de agosto de 1988.
    Estudem sobre as aparições e mensagens da virgem em Garabandal, Espanha de 1961, já que andam duvidosos com o que se diz em Figueira.
    Se a senhora que deixou família e trabalho porque algum maluco disse que isto iria estoirar em 2001…Bem…Ela foi no mínimo imprecavida. Repito: Em nenhuma das milhares de partilhas se falou na data da hora da terminada.
    Mas pelo estado do moribundo se vê que está por “horas” a sua morte…Pra bom entendedor…

    assunto 2:
    Em Figueira se tenta levar uma vida diferente da vida comum que se vê por aí nas cidades e não só.
    Pra se fazer uma vida como a de todo mundo que vive de roldão, então não era preciso se fazer uma comunidade.
    A auto-disciplina é vista como o caminho para a libertação do Ser, e ser-se celibatário naquele meio é uma proposta de trabalho.
    Seguem os sábios ensinamentos do mestre DK “O Tibetano”, que diz que nem se devia pensar em sexo (porque desce a energia do Ser pró chakra sacro), o oposto da elevação de consciência.
    Eu acho bem essa instrução, porque já dizia cristo ao padre pio: Santifica-te e santifica!
    Santifiquemo-nos então. Queriam o quê? Ir prá um centro espiritual praticar a fornicação? Cadê o auto-controle, escoando a energia sexual desse jeito?
    E depois quando morrerem e forem pró astral, como é que é? Continuam com os mesmos vícios do sexo, mesmo sem corpo físico.
    Isso é que chamam evolução?…Acho que não.
    Auto-disciplina é que é a verdadeira libertação, senão fica como todo mundo, cheio de hábitos que rapidamente conduzem a vícios do tabaco, do sexo, da bebida, da loquacidade, etc.

    Paz e Luz.

    • Jonas Says:

      Assunto 1:
      Não se fala em um “Fim dos Tempos” propriamente dito. Mas onde está o prazo final de 21 de dezembro de 2012 dado pelas Hierarquias de Figueira dados para esta humanidade? Onde estão as naves que deveriam ter resgatado os ditos auto-convocados?
      Os absurdos de todas essas “seitas” são sempre os mesmos. Mas os fanáticos nunca conseguem enxergá-los…

      Assunto 2:
      As “desculpas” que se dão pra abstinência sexual podem ser “aparentemente” boas, mas os reais objetivos dos que a induzem nos outros é bem diferente!…
      O sexo é algo perfeitamente natural e faz parte da criação, como qualquer outra expressão da vida. Mas as mentes deturpadas pelos manipuladores só conseguem enxergar a ausência ou o uso pervertido do sexo. Pensam que tudo na vida, para ser evolutivo, requer naturalidade e equilíbrio. O uso equilibrado e inclusivo do sexo como expressão de amor e união entre os espíritos, sem preconceitos ou culpas, é uma das grandes ferramentas de libertação da mente. E justamente por isso é tão deturpada pelo manipuladores que sempre induzem seus “discípulos” a enxergam somente os dois extremos do uso incorreto desse mecanismo. Reflitam bem sobre isso…

    • Paloma Says:

      Em resposta ao José Pereira (Abril 29, 2012) em relação aos seus “2 assuntos importantes”:

      Assunto 1:
      “Nunca foi mencionado nas partilhas que iria haver um “Fim dos tempos”, mas sim “um fim de ciclo”, que é muito diferente. (…) Mas nunca foi em Figueira referida nenhuma data à excepção de outro contexto, a de 8 de agosto de 1988. (…) Repito: Em nenhuma das milhares de partilhas se falou na data da hora da terminada.”

      ENGANO: Veja, só como exemplo, essa “profecia” feita, segundo Trigueirinho, por padre Pio, que por lá é chamado de Murielh:
      Carta de Murielh – 05/01/2011
      “Em um espírito único de proteção e fé, trazemos o alerta dos novos tempos: que tudo seja libertado, que tudo se cumpra agora, Agora no agora! Vá além dos seus pontos de resistência, agora!
      Dentro de um ano (portanto, até 5/1/2012) não será mais possível reconhecer este planeta. Não haverá pedra sobre pedra desta antiga civilização!
      Espera-se dos servidores um pouco mais de tato, de percepção da realidade. As transformações prosseguem, e mesmo nos planos densos é preciso agir sem demora. Não espere compreender tudo! Algumas atitudes são em momentos de oração, até que a gente transcenda este plano. Os contemplativos estão criando condições para sairmos deste plano. É preciso que as capas, que separam os planos de consciência, sejam retiradas, para que se encontre um local seguro, pois este é um determinado plano de consciência. Nele podemos nos encontrar a qualquer momento. No plano físico, nenhum local será seguro.
      Sobre os Centros Planetários será investida muita energia dissociativa, e não será na superfície que estaremos seguros. Este local de segurança é sempre interno, está no plano suprafísico, e precisa ser conhecido por todos os que se doam para trabalhar pelo planeta. O local é sintonizado ao acessarmos os planos internos, com a correta e pura intenção do nosso ser. Não é local para ambiciosos e medrosos.
      Estamos interessados na própria salvação ou no servir? Esqueça de si e as Ilhas de Salvação estarão abertas para aqueles que se doam, sem buscar justificativas, sem buscar consolos. Faça o seu trabalho, o que está ao seu alcance, como orar. A oração lhe coloca no local onde você tem que estar.
      Nós vamos estar nas partes internas do planeta, para poder servir.
      ‘Bueiros’ serão abertos e um odor fétido será sentido. Todos os seres serão colocados à prova e muitos cairão…Para ajudar, tudo isto será mostrado com clareza.
      Não são tempos de crescimento, mas de provas, onde encarnações (200, 300, 400) serão revisadas. Isso significa que as oportunidades de crescimento seguem outras leis, e contam com a ousadia daqueles que sabem que nada possuem neste mundo.
      Vocês nada devem ter…
      Os que tentarem se resguardar estarão fora da proteção, e só contarão com os próprios recursos. Estes seres ainda podem ser avisados e podem dar passos rumo ao desconhecido. Este é o momento! Não haverá outro!!!
      Só 400 pessoas saberão disso? Não!
      Nós estamos sendo avisados cara a cara!!! Os restantes, também estão recebendo – todos serão avisados! Só que tem gente, que avisada, não escuta…
      Os consagrados têm um trânsito entre as dimensões, para que não sejam aprisionados, nem em estados densos, nem em estados sutis. Tudo está por fazer; nada está sob controle! A onda vai além das cidades. Sinta-se suspenso no ar! É disso que se trata: estar só e vulnerável… Não incluir o que não deve ser incluído e não excluir o que não deve ser excluído. Ovelhas estarão transfiguradas pela dureza da vida, mas voltarão. Os verdadeiros servidores transcenderão!”

      Assunto 2:
      “Em Figueira se tenta levar uma vida diferente da vida comum que se vê por aí nas cidades e não só. (…) A auto-disciplina é vista como o caminho para a libertação do Ser, e ser-se celibatário naquele meio é uma proposta de trabalho. Seguem os sábios ensinamentos do mestre DK “O Tibetano”, que diz que nem se devia pensar em sexo (porque desce a energia do Ser pró chakra sacro), o oposto da elevação de consciência.”

      ENGANO também: É público e notório p/ os colaboradores mais antigos, e principalmente p/ aqueles que hoje já se desligaram do trabalho, que em figueira esta lei só conta p/ os “súditos”, que, aliás, são bastante vigiados. Em relação a essa questão da abstenção de sexo por lá o que vigora mesmo é que “quanto maior o cargo maior a permissividade”.
      São famosos os casos do “frei” maior com no mínimo 4 de suas “colaboradoras”, inclusive com um caso de aborto lá mesmo, dentro da chamada fazenda F3, nas barbas de Trigueirinho.
      Um outro residente, desses de fardinha e tudo, bonitinho mas ordinário, que vive às voltas com mutirões e plantios, é conhecido como “come quieto” e tem casos tanto lá dentro quanto com colaboradoras residentes na área urbana. Atualmente é permitido para os eleitos o uso de computadores pessoais, e muitos já foram flagrados fazendo uso de sites pornográficos na calada da noite.
      Agora pergunto: “uma vida diferente da vida comum que se vê por aí nas cidades”????? É muito fácil inventar leis p/ os outros cumprirem. Nesse caso específico, a consciência anda bastante rasteira por lá. E haja contradição, hipocrisia, manipulação. Só não vê quem não quer.

      • Vinicius Says:

        Muito bom, Paloma, muito bom.

        • Paloma Says:

          🙂 Pois é. Pena que só vamos descobrindo tudo isso com o tempo e, assim, a energia vai se escoando, sendo na verdade “sugada” pelos vampiros. Muita coisa é inventada para chamar atenção, distrair do verdadeiro objetivo, segurar os seres num círculo vicioso externo de louca atividade.
          Aqueles que só aparecem de vez em quando para os “encontros” com os “reinos”, com a “consciência indígena” e com qualquer outra coisa, não estão perto, veem apenas a “fachada”, se encantam com o biscoito doce que é oferecido gratuitamente e vão sendo manipulados até que o arsênico (aquele 1% que foi misturado com o biscoito doce) vá fazendo efeito e MATE.
          Fiquem atentos! Estão existindo vários casos de morte ali. Em cerca de 3 meses foram 3 mortes (1 “missionário” estrangeiro e 2 colaboradores fiéis) e 1 surto psicótico — 2 das mortes por LEUCEMIA. Atentos!

        • Nils Says:

          Paloma, voce pode apresentar os laudos dos exames do IML com a “causa mortis” destas pessoas? Pois, do contrário, é muito fácil acusar…

  12. Uma decepcionada Says:

    A resposta de José Pereira é a típica resposta de quem quer continuar se enganando. Eu mesma teria respondido isso há 2 anos atrás. O fato de ter obras de Paul Brunton, Maharish (entre outros) em Figueira não quer dizer nada. Falar de Eu Interno muito menos. O que adianta dar com uma mão e tirar com a outra?
    Eu também me iludia com isso… se Trigueirinho fosse coerente com as obras que ele apresenta, ele não faria tão gritantemente distinção entre o que é sagrado e o que é profano. Porque para Maharish não havia, porque para ele há?. E se ele não estivesse desviando para o mal, ele não teria trocado os nomes dos mestres da Hierarquia e colocado em idioma irdin (você sabe exatamente, José Pereira, quem são estes seres?) e nem usaria mantras que ninguém tem idéia do que realmente está falando e aspirando, e para quem.
    Se eu for seguir sua lógica, terei que defender, por exemplo, Edir Macedo, não posso duvidar então da fé e integridade dele, já que ele usa o Evangelho de Cristo.

    Coragem, pessoal, eu sei que a verdade é dolorosa, e como sei… mas não tenham medo de encarar a verdade, mesmo que isso vá contra tudo que desejou, acreditou e confiou.

    Abraço, Paz e Bem,

    Uma decepcionada

  13. Diego Says:

    Hola, meu nome e Diego, eu sou Argentino, fiquei em Figueiras na F2 no abril de 2012. Recebí muito deles, consegui deixar o fumo depois de 19 anos de mal uso desa pranta sagrada, deixei graça a oraçao, e a comida totalmente natural, que desintoxica o corpo, so se consume em Figueira Reino Vegetal.
    Os moradores daí, muitos deles do CORAL, som pessoas muito legais, muito boas, muito atenciosas.
    Nao sei si eles som Reptilianos, Humanos o Intraterrenos, so sei que son muito bom, muito melhores pessoas que as que moran fora de Figueira, nas cidades.
    Agradeço meu pasagem pela Figueira, e tambein agradeço a responsavel deste foro pela publicaçao de meu papo, que e só minha experiencia, so minha vision, so minha verdade. Muito Obrigado pela democracia e a libertade de expreçao.
    Saude, Amor e Prosperidade pra todos voceis.

    • Paloma Says:

      Diego, querido, você não sabe onde se meteu.
      É preciso VER além das aparências. A grande maioria das pessoas está ali completamente iludida e alienada. Aliás, depois que essa “general” do uruguay tomou conta de figueira, todos estão mesmo é hipnotizados. Está completamente instalado o ciclo vicioso da “Dependência Eterna” das revelações e das próximas marcações da “próxima-programada “aparição””.
      ACORDE!

    • Lara Says:

      Amo pessoas bem agradecidas!

    • Petrus Says:

      Diego, se você conseguiu tudo isso, pode ter certeza que o mérito foi todo seu. Eu também alcancei grande equilíbrio em Figueira, em contato com a natureza, com a vida organizada, que são os lados bons de Figueira. Sua própria espiritualidade te libertou do vício. E a espiritualidade de muitas pessoas que estão ali, inocentes de onde estão, é que mantém aquele lugar ainda mascarado, porque o dia que não houver mais ali as pessoas bem intencionadas (que são as vítimas) ninguém poderá suportar ficar ali e tudo cairá por terra. Seja grato ao seu Eu Superior, que foi realmente quem te libertou.

  14. Vinicius Says:

    Caros, a coisa toda é tão insana que fica difícil de acreditar. Faz uns dez anos que não vou a Figueira, mas pelo visto as coisas descambaram de vez, se é que tenham sido alguma vez coerentes.
    Vinicius

  15. helenice rodrigues Says:

    Conhecem o mestre Tempo? Ele nos dirá a verdade sobre o trabalho espiritual de lá. O sistema comunitário pelo que sei é um exemplo! Pena que as pessoas não podem permanecer até a velhice e encontrar o repouso merecido depois de colaborar em todos os trabalhos físicos da comunidade… Conheço uma pessoa que fez seu testamento e vai deixar tudo para eles… uma pena!

    • glaucopadula Says:

      Realmente uma lástima… Vá doar para o Médicos Sem Fronteiras ou alguma instituição do tipo!

    • Paloma Says:

      QUE trabalho espiritual, Helenice? Aquilo lá não tem mais nem o nome de centro espiritual… virou uma comunidadezinha ainda colhendo os louros das aparências do trabalho anterior. Agora lá é somente rezação e aparição, rezação e aparição, rezação e aparição… (que não aparece), marcada segundo o gosto da “general”, pessoas trabalhando braçalmente p/ manter tudo aquilo em troca de casa e comida enquanto estão lá, e só.
      É verdade que os velhos vão sendo mandados embora, às vezes bem sutilmente empurrados. Sua amiga deixou tudo p/ eles? rarara… assim já fizeram muitos. E quando foram colocados p/ fora saíram sem ter onde se enfiar.

      • glaucopadula Says:

        Vão acabar mandando o Trigueirinho embora, kkkkkkkk.

        • Paloma Says:

          Enquanto estiverem usando o Trigueirinho p/ chamar gente p/ lá e as pessoas estiverem indo e doando grana, ainda não. Mas já deram um “cala boca” nele. Agora Trigueirinho só fala quando eles deixam. Tudo gravado com bastante antecedência e depois de ter passado pelas barbas da dona shimani, a “general” da banda. Agora quem controla tudo é ela. Controla até um tal de artur, que seria o “sucessor” preparado pelo Trigueirinho. Esse artur está parecendo um lobisomem; assumiu seu verdadeiro papel de mago negro, afinal. Os outros coordenadores estão definhando… todos caquéticos, desnutridos, sem nenhuma energia vital, todos vampirizados.
          Vamos ver como vão conseguir se manter depois que as suas profecias catastróficas não se cumprirem e as pessoas finalmente começarem a desconfiar de que essas aparições só servem p/ conseguir grana p/ as viagens dos bacanas… rararararara

  16. cassia magaly Says:

    São tantas inverdades que fica difícil comentar. (…) Parece que querem se sentir bem julgando que o mal encarnou ali em Figueira. Vocês pedem que abramos os olhos, mas não tentam fazer o mesmo. Ao outro que disse da “rezação”, realmente fomos criados pra achar que rezar não é para seres evoluídos, não é para os verdadeiros buscadores da luz… Mas tenho descoberto que rezar não me deixa mais burra, não me faz esquecer tudo que sei, e me acrescenta em AMOR (que no fim é tudo o que importa), pois pedindo pelo planeta, pedindo pelos que sofrem, deixo meu egoísmo atônito, e aos poucos vou me liberando da minha soberba e vaidade. Tudo mais que se diz contra um local claramente abençoado (com pessoas que são falhas, sim, mas estão SINCERAMENTE buscando) é tão sem nexo, tão absurdo, tão triste… Que Deus nos ampare e nos perdoe nossa pequenez…
    Mas acho que muitos que vem aqui não vem procurar Deus, né? Vem procurar o que então? Pensem sinceramente nisso… O que anda alimentando seus corações???
    Não sei se todos assistiram já, pra dar opinião devem ter assistido, mas deixo o endereço, lá tem as datas e horários das próximas transmissões ao vivo. Não REajam antes de agir, permitam-se: assistam e depois deem suas opiniões. http://www.divinamadre.org.
    Fiquem EM Deus! Em paz e alegria!

    • Mauricio Says:

      Que lástima ler isso! Vejo que você não estava em Figueira antes de Shimani chegar. Antes de Shimani chegar, Trigueirinho era praticamente contra as orações. Ele chamava tudo de “relacionamento com o Cosmos”, nunca falou em oração e, se falava, não falava a favor. Depois que Shimani chegou, ele simplesmente, por alguma razão desconhecida por nós, desculpe o termo, mas “abriu as pernas” pra ela. Começou a introduzir a oração, de forma automática até, mais de 100 vezes por dia, não me lembro a quantidade. Eu estava lá nessa época e cogitei se Trigueirinho não estava se desviando. Mas hoje vejo que tudo foi preparado para a chegada desta Shimani. Abra os olhos, encare os fatos. Oração de fato não faz mal a ninguém, a menos que ela seja usada de forma manipulativa…

      • Paloma Says:

        Mauricio, atualmente a rezação é determinada em 1.500 (sim, um mil e quinhentas) ave não-sei-o-que. LOUCURA total!

      • Jonas Says:

        Conheço a pessoa, e ela já estava lá, sim, antes da Shimani chegar. Mas lavagem cerebral e fanatismo faz isso com a pessoa. Aceita qualquer incongruência como se normal fosse.

  17. Admin Says:

    Certo trecho de um comentário da mesma autora do coment. acima, submetido a outro post do blog, tem relação com o que está sendo tratado aqui. Vejam:

    … se as pessoas [de Figueira] parecem fanáticas por um período é porque ainda estão nesse processo de busca e não conseguem sintetizar tudo que vivenciaram e seguir de forma autônoma. Mas TUDO em Figueira te empurra pra essa autonomia. Por isso pessoas são encorajadas a sair(não expulsas como dizem aqui), pois se não estão em harmonia lá, significa que precisam estar em outro lugar, fazer outras experiências. Já ouvi de Trigueirinho várias vezes que não precisa de Figueira pra se desenvolver espiritualmente, que muitas pessoas podem estar bem melhores que todos ali sem nunca colocar o pé lá.
    (Cassia, 06/12/2012)

    Mas será mesmo que tudo em Figueira leva seus residentes à autonomia? Será?… O que me parece é justamente o contrário…

    • Paloma Says:

      AUTONOMIA??? Não, é exatamente o CONTRÁRIO! Lá ninguém tem a MENOR autonomia e nem é “empurrado” p/ isto, como disse a Cassia (6/12/2012). Tudo é hierarquizado, burocratizado e robotizado de acordo com os interesses dos que estão em postos mais avançados e tem statu$ disponível.
      Quanto às expulsões… isso também é verdade. E não foram poucas.
      Uma das últimas expulsões famosas foi feita pelo tal Artur, que hoje fantasia-se de padre. Ele expulsou uma das aspirantes a monja e deu-lhe apenas meia hora p/ deixar o local. O absurdo de tudo isto é que a moça é estrangeira e por ter entrado p/ o monastério tinha doado tudo p/ eles, inclusive suas roupas e dinheiro. Saiu de lá sozinha, sem um tostão no bolso, sem telefone, sem contatos e sem suas roupas. MOTIVO: Ela ousou pedir explicações sobre alguns dos absurdos que tinha vivenciado dentro do “monastério”.
      Admin, o sentimento de gratidão é muito grande por você continuar conseguindo manter ativo este lugar onde podemos trazer à luz tantos absurdos que acontecem ali dentro.

      • Petrus Says:

        Concordo, Paloma, e acho que sei de quem você está falando. Isso realmente aconteceu. E agora Artur saiu de lá, por ter engravidado uma residente, e constituiu família com ela. Bem melhor, acredito, ele está agora que se libertou também deste lugar.

        • Nils Says:

          E quem disse que a mulher do Arthur estava grávida? Foi o que se falou na época, mas já recebi informação ao contrário. Na verdade, o Arthur estava “atrapalhando” os planos da Shimani… e ela, na ocasião da comunicação do afastamento do Arthur, aproveitou e falou um monte de besteiras “esotéricas” para justificar o afastamento… eu estava presente nessa infame partilha…

  18. Jonas Says:

    Creio que todos os comentários feitos nesse blog não são de muita ajuda para os fanáticos, pois esses infelizmente tendem a tomar para si as críticas que são feitas aos dirigentes de Figueira, e, pior, usam isso pra sentirem-se perseguidos por estarem supostamente a serviço do bem, reforçando mais ainda suas crenças equivocadas.
    O que está aqui visa alertar àqueles que ainda não estão imersos no controle indutivo dos manipuladores, ou àqueles que depois de inúmeras decepções já estão começando a acordar. Já os fanáticos se reforçam ainda mais como “vítimas da perseguição do mal”. Os manipuladores sabem disso e também sabem como ninguém usar esta suposta perseguição em seu favor. É um jogo muito bem arquitetado por lobos em pele de cordeiro. Mas, infelizmente, mesmo aqueles que si autointitulam “despertos” permanecem mais do que nunca aferrados ao campo das aparências superficiais. Permanecem infantilmente deslumbrados com as velhas promessas de aquisição fácil das glórias celestes ardilosamente forjadas para inebriar os fugitivos de si mesmos. Para dar a falsa ilusão de um porto seguro para aqueles que covardemente não suportaram o peso das consequências de suas próprias displicências. Claro, é muito mais fácil e cômodo dar as costas para o mundo, que nós mesmos “emporcalhamos”, do que arregaçar as mangas e descer até os poços mais profundos e escuros de nossos próprios equívocos.
    Não há nada de terrível em encararmos a normalidade de nossas ditas fraquezas, mas são os mesmos manipuladores que incutiram em nossas mentes, durante séculos, o terror da culpa, do pecado, do remorso, da auto-comiseração, da submissão e de tantas outras abominações ridículas, para que eles mesmos depois abrissem os braços para nos acolher em seus seios torpes e parasitas.
    Vejam como certas religiões, certos grupos ditos esotéricos, etc. formam uma rede de apoio mútuo… Sim, porque se não fosse a ajuda da “igreja” (entre outros), por exemplo, que durante séculos perverteu as mentes e os corações das gerações, movimentos como os de Trigueirinho não teriam como contar com a legião de estigmatizados, transtornados, frustrados, etc. no campo espiritual que hoje lhes servem de hospedeiros. Esse é, infelizmente, um mal muito antigo e intrincado. Mal que demandará ainda “muito suor, sangue e lágrimas” para ser extirpado de nossa humanidade.

    • Vinicius Says:

      Olá Jonas. Lucido comentario o seu. Concordo plenamente. Repetindo uma frase de Emile Zola que já postei aqui, “a humanidade não alcançará seu mais alto grau de desenvolvimento enquanto a ultima pedra da ultima igreja não tiver caido sobre o ultimo padre”.
      Abs,
      Vinicius

      • diego Says:

        Boa Noite gente, eu sou argentino, perdi a mi familia no brasil apos de viajar para um emprego falso no Canoa Quebrada, sim alma no meu corpo vi partir a mia mulher e meus dos filinhos pra argentina, ahi comence procurar ayuda espiritual e achei no F2-Figueira-Carmo da Cachoeira-Minas Gerais….eles forem meus guias, fizeron curaçao da alma, reconecçao do espirito e da monada no meu corpo fisico, tome banho no site dos bambu gigantes com agua do lago cuidado por os Ganzos “Guardianes do Lago”, iso foi 2012, hoje fico na argentina, com minha mulher e meus filinhos, tenho uma casa de dos andares e ganhe uma moto nova, sem preocupaçao e muito feliz.
        Os irmaõs de Figueira tiraron o mal da minha aura.
        Agradeço eles.
        Do una dica pra voceis: tein que esperimentar Figueira com coraçao aberto pra logo falar verdade.
        Muito Obrigado.
        Felicidades pra tudu mundo.
        Voce leeu e ta enviando sua energia fisica pra diego agora.ajo.

  19. Sandra Says:

    No universo nada é estático. As situações evoluem ou regridem. Será que há maneira mais fácil e acessível para servir a Humanidade do que a oração feita de coração??
    Estas pessoas que estão atacando Figueira só estão demonstrado o quanto estão cristalizadas, enraizadas, presas ao passado.

  20. Natalino Says:

    Aconselho aos irmãos buscadores entenderem de uma vez por todas que sempre encontrou-se em aberto no coração de cada um a eterna conexão incorruptível com Deus, Totalidade, Consciência Divina, etc, esta sem a necessidade de estar sob o julgo de religião ou seita. O trabalho interno único é o de despertar para o Ser que se é. Leiam Nisargadatta Maharaj, leiam sobre a verdadeira libertação (Eckhart Tolle, filosofia advaita, etc), que não dá status algum, não pede dinheiro, não requer seguidores, etc. Existem seres que trabalham realmente (quase no anonimato) e que deixam um legado incorruptível, pois o mesmo bate com o Ser no mais recôndito de seu coração. Agradeçamos a tudo, pois até mesmo a decepção nos ajuda a nos libertarmos. Deus está agora mesmo em nós, fazendo as batidas do coração, digestão, etc. E finalmente me despeço dizendo o que aprendi a vivenciar após muitas decepções religiosas: “O REINO DE DEUS ESTÁ EM VÓS”.

  21. Renata Says:

    Bem, fui frequentadora de Figueira por 15 anos; parei de ir porque deixei de me sentir afim com os trabalhos, nesses últimos dois anos, talvez. Contudo, em momento algum eu renegaria o imenso bem que a instrução fez para a minha caminhada pessoal. Acho sinceramente que as pessoas que criticam tão arduamente Figueira, o fazem porque vêem lá o que existe dentro de si mesmos. Não compactuo com o que se passa nesse momento em Figueira, mas seria absurdo criticar um trabalho que é benéfico para tanta gente – inclusive as que nunca foram à Figueira – só porque não está de acordo com a sua visão pessoal de evolução. Honestamente, não vejo benefício espiritual algum em criticar a espiritualidade alheia, se achando o dono do conhecimento universal. Francamente. Se tantas pessoas tiveram experiência frustrantes ou desagradáveis lá, tantas outras foram beneficiadas em sua caminhada espiritual. Vamos colocar o foco onde ele deveria estar: a cada qual conforme sua fé, seus atos e seu carma pessoal. Não é porque Figueira não me fala mais à alma que eu vou apedreja-la. Seria interessante que essas pessoas tão críticas refletissem um pouco na razão de terem tido tais experiências.
    Grata.
    Paz e Luz
    Renata.

    • Julia Says:

      O trabalho de Figueira é benéfico até que se descubra o que ele é realmente. Porque, depois que descobrimos que estivemos por tanto tempo dedicados a um trabalho tão hipócrita, aquele bem ilusório se transforma em um mal que traz grandes sequelas, que alguns nem conseguem superar. Se você não participa da cúpula de Figueira, da Junta, não morou lá, etc., então não tem como defender Figueira de fato.

  22. Um pleidiano Says:

    Eu estava pensando, pensando em nas minhas férias de janeiro ir lá em Figueira para conhecer o local, mas felizmente e por força do destino (e há pessoas que dizem que o destino não existe!) eu encontrei este blog na internet. Estou lendo absolutamente todas as postagens e comentários, e mesmo nunca tido participado desta figueira, apenas lido aqueles confusos livros do Trigueirinho e algumas edições do Sinais, já percebo que esta comunidade de Figueira é muito semelhante a certas seitas ufológicas que tem por aí, cujo fundador é conhecido por ser ex-pedreiro, e ser amigo de um ET tão infantil como ele, o Bilu — estou falando do seu UFO (para bom entendedor basta as abreviações).

    Mas os brasileiros, que são um dos povos mais atrasados no mundo, inclusive espiritualmente, merecem ter tantas seitas ufológicas, místicas e pseudo-gurus a serviço de magos-negros da Fraternidade Negra. Quanto maior a ignorância espiritual de um povo, melhor para eles, estes magos-negros, que inclusive dominam o Brasil através dos políticos e dos sistemas sociais instalados aqui, como o da Bolsa-Família e centenas de outros itens que não vem ao caso mencionar aqui.

    Mas estes falsos gurus, como Trigueirinho, UFO, Henrique Guignatti, sempre tiveram algo em comum: Faça o que digo, mas não faça o que faço. É praxe de todos eles.

    Eu até tenho uma história sobre este Trigueirinho… Certa vez, em algum evento patético de ufologia mística que ocorreu na cidade de Curitiba, este Trigueirinho foi convidado a dar uma palestra, e para uma pessoa que passa a imagem de ser tão simples, humilde e PACIENCIOSA, ele mostrou ser o contrário do que ele tenta mostrar. Ele ficou irritado com o fato da porta do auditório ficar aberta para pessoas que chegassem atrasadas ou outro motivo, e disse que não continuaria sua palestra se aquela porta não fosse fechada. Foi o que ouvi de uma pessoa que foi a este evento.

    Cadê a paciência e tolerância deste ser Trigueirinho?

    • Nils Says:

      O Senhor Buddha disse que não deveriamos acreditar em gurus, em mestres, em livros sagrados, em tradição, disse que deveriamos experimentar e viver por nós mesmos e verificar se a experiência nos traz libertação e compreensão ou atraso e confusão. Então, fica difícil dar credito a alguem que nunca viveu a experiência em Figueira.

      • Jonas Says:

        Se não se deve “acreditar” em nada disso, por que a necessidade/exigência de se viver uma experiência espiritual em um local específico? Somente pra ser influenciado, suponho… Não enxerga um bocado de incoerência nisso?

        • Nils Says:

          Da mesma forma que voce não faz um teste científico sem um local apropriado e equipamentos, da mesma forma que voce não faz um bolo sem uma cozinha, certas experiencias tem um espaço apropriado para acontecerem. Até o presente tenho visto que o que se propõe em Figueira é uma EXPERIENCIA. Figueira não é o modelo final de uma nova civilização. Não se muda de fora para dentro.

      • Julia Says:

        Nils, a maioria dos testemunhos aqui foi de pessoas que viveram em Figueira. Só para constar, ok?

    • Jonas Says:

      Para um pleidiano, não ia ser nada bom mesmo cair no covil dos sirianos… (rsrs) Foi salvo a tempo! 😉

    • Ruan Says:

      Na verdade isso é um procedimento padrão em partilhas do Trigueirinho desde sempre. Depois que começou, ninguém entra, e quem sai no meio não pode mais entrar de volta. O mesmo acontece em reuniões de sintonia e aparições de vez em quando.

  23. marcio iche de almeida Says:

    Boa Noite.
    Gostaria de obter mais informações do que acontece realmente nesta fazenda.
    O motivo é que minha ex-esposa se mudou para lá levando consigo o meu filho de 13 anos, e isso muito me preocupa. Estive por lá neste final de semana para tentar entender como isso funciona e não consegui entender nada.
    Se alguém puder me esclarecer para que eu possa tomar uma atitude mais séria agradeço de verdade.
    Meu nome é Marcio Iche de Almeida, meu email marciomid@terra.com.br, e meu tel Nextel (11) 7881-0176.
    Desde já agradeço.

  24. Flora Agni Says:

    Vocês escrevem muito bem sobre suas aspirações à harmonia. Apliquem-na à vida, pois tudo tem valor somente na vida e para a vida. Mostrem a discriminação mais refinada; evitem a hipocrisia. Os remendos são melhores que os buracos, mas cada um deveria preferir um tecido forte; assim, evitemos fazer buracos! Pratiquemos a disciplina severa da fala. Pensemos em cada palavra e lembremos que «as consequências de uma palavra não podem ser destruídas nem mesmo por um Arhat». Apliquemos amplamente a indicação de que «cada palavra deveria ser como um raio de luz e não um prego no caixão». Saibam em seu espírito quando é adequado dizer a verdade, mesmo se for amarga, e quando é melhor permanecer silencioso.
    El Morya

    • Jonas Says:

      Amiga, o problema é que a realidade difere das nossas convenções… O universo é mantido por um equilíbrio complexo onde tudo que existe tem um papel fundamental. Mas em nosso mundinho mental tudo o que agrada nossos gostos mais superficiais é tido como um raio de luz e tudo o que, nesse mesmo nível, nos desagrada é considerado um prego no caixão!… Assim, até o prego do caixão é muito importante e essencial em diversas situações. E, muitas vezes, mais significativo para o equilíbrio universal do que um “raio de luz”…
      Morya é mais uma figura/entidade ludibriadora e falaciosa usada para induzir ambição e soberba espiritual nos indivíduos. Farinha do mesmo saco de Trigueirinho, Blavatsky, entre outros…

      • Nils Says:

        Jonas, voce não sabe nada a respeito de Blavatsky. Quantos textos dela voce já leu cuidadosamente?

        • Jonas Says:

          Se você já “afirmou” que eu não sei “nada” sobre ela, por que pergunta quantos textos dela eu já li? Novamente, a incoerência…

        • Nils Says:

          Não é incoerencia. Se não leu nada, então, nada pode falar. Se já leu, muito provavelmente não entendeu o propósito do trabalho dela. Por isso perguntei “o que já leu”. Muita gente lê, mas entender é outro departamento. Mas o mais iportante de HPB não são os escritos, mas as atitudes durante a vida dela e os seus feitos.

        • Jonas Says:

          Amigo, quando cito Blavastsky, não quero dizer que seria necessariamente uma charlatã, embusteira ou algo do tipo (embora, sob certos aspectos, seja assim), se é que entendeu assim. Estou atentando mais aos reais objetivos que originaram a sociedade teosófica e dos seus seguidores diretos. Mas não vou desperdiçar tempo lutando contra cegueira voluntária… E Blavatsky nem é o assunto deste blog.

      • Julia Says:

        Muito bem dito, Jonas!

    • Paloma Says:

      A verdade sempre vale ser dita, principalmente quando serve para que outros possam encurtar o caminho e não percam tanto tempo precioso jogando energia pelo ralo.

    • Paloma Says:

      A verdade, nada mais do que a verdade.
      É inútil tentar esconder o que se passa ali.

    • Valentino Says:

      O simbolo da “piramide iluminada” está em toda parte, esses ocultistas escondem conhecimento apenas pra si mesmos, cuidam apenas das suas familias e grupos pre-organizados, planejados, e de modo que “em terra de cego quem tem um olho é rei” (é, aquele olhinho no topo da piramide) posam de doutores da lei, do bem e da justiça, com a audacia de ao mesmo tempo utilizar seus simbolos de egoismo e injustiça em obras de caridade. Obvio que a maioria dos participantes dessas obras de caridade nao conhecem a verdade, sao ingenuos, nao sabem que se houvesse educaçao justa e fraternidade verdadeira, sem ocultismo e sem opressao, nao seriam necessarias essas obras de caridade. A crueldade e o cinismo é tanto que dá nojo! Criaram essa estrutura artificial de proposito, esses extremos, alguns aprendendo muito e outros nao sabendo nada, alguns com muito e outros sem nada. A estrutura dessa sociedade ha muito foi planejada e formada propositalmente numa piramide cruel, oculta, fingida, dissimulada, opressora, covarde, mediocre, egoista, desequilibrada. A estrutura correta para uma sociedade é um circulo, nao piramides! Se escondem atras dessas ilusoes dinheiro e propriedades, mas tudo é da natureza. Todos morremos, e fica tudo aqui. A desigualdade e a injustiça sem duvida é responsabilidade de voces, que sabem e escondem o que sabem para oprimir os incautos, “brilhando” no oculto, criando e mantendo brio aparente, e ao mesmo tempo desorientando e mantendo o proprio semelhante na ignorancia, e ainda os engana com esses teatros de caridade mentirosa! A verdadeira caridade é compartilhar igualmente conhecimento. Sejam realmente caridosos e deixem de ser artistas materialistas crueis, ocultistas, fingidos, dissimulados, opressores, covardes, mediocres, egoistas, desequilibrados! Lixo na midia tem pra todos, escolas, nao, e nao tem educaçao pra todos porque ja planejaram assim, para nao ter, e se dependesse desses ocultistas milenares continuaria assim. Cometem crimes de proposito pra manter lotada a base da piramide. Nem escondem suas intençoes! Mostram essa piramide em todo lugar, ferem de proposito, e ao mesmo tempo fingem fazer curativos.

      Leiam o livro Universo Em Desencanto para se conhecer, saber o porquê do mundo ser assim, desencantar, desapegar da materia, viver essa vida provisoria em equilibrio, com saude e sossego, e voltar ao nosso local de origem, o Reino de Energia Pura, Limpa e Perfeita. “Nao é calado que se vence, é falando que se vence”. Vencer é compartilhar conhecimento, para se conhecer e distribuir corretamente as tarefas, respeitando os direitos e os deveres, ao inves de dar expansao às vontades vaidosas, ambiciosas, egoistas. Nao é possivel tapar o sol com a peneira, agora que estamos na Fase Racional, Natural da Natureza, essas mascaras cairao rapido! Salve!!

      Nota do administrador do blog: À época do comentário acima, a imagem de perfil de Flora Agni era a famosa pirâmide Illuminati.

  25. luis a. w. salvi Says:

    Aquilo tudo que leio aqui, através de tão bons questionamentos, apenas confirma o que se poderia esperar a partir do ocorrido na época, lá em 1988. A suspeita de alguns, de se tratar de um dos mais refinados trabalhos da Loja Negra, procede lamentavelmente.
    E aqueles que ainda apoiam o “trabalho” atual de T. também têm a sua parcela de razão (em parte ingênua, é claro), pois, tal como ele fez um trabalho razoável no passado, o que hoje busca realizar tampouco é de todo perdido, por isto ele foi escolhido pela Loja Negra para ser o seu instrumento e “fachada” nesta hora crucial da transição planetária. Mas qual o verdadeiro objetivo por detrás de tudo isto, esta é a grande questão.

    As pessoas deveriam começar a se perguntar quem é realmente este Sarumah (um poderoso bruxo que usava a aparência de um morto e que propôs trocar de alma com T.?) e o que de fato ocorreu na data do Ajuste do Carma Racial, o 8.8.88 (a “troca” destas almas, sim, mas, e para além disto?), assim como as razões de alguém que já era bem-sucedido na mística (apesar de nunca ter investido muito no assunto) decidir dar este curioso salto que o lança ao estrelato e à fortuna, como um verdadeiro Fausto da Nova Era. Aqui temos um lance, pois, que não está na ordem normal e no corrente das coisas, não…

    Enfim, o que se esconde realmente por detrás desta figura que tanto esforço faz para mostrar uma aura da santidade, a ponto de querer trazer a Virgem (leia-se, o povo) para o seu lado? Sim, por que tanto receio de sair à luz, e que vocação é esta de atuar nas sombras, inclusive com o que há de mais conservador?
    É a demagogia e a hipocrisia campeando a solta por aí, e com ares profissionais, de quem trata do assunto há muito e muito tempo…

    • Nils Says:

      Interessante, voce acusa o Trigueirinho de colaborar com a Sombra mas considera verdadeiro o evento “que de fato ocorreu na data do Ajuste do Carma Racial, o 8.8.88″…
      Acho que voce não sabe o quanto Trigueirinho testa e reluta em relação ao trabalho da Shimani… Trigueirinho não é perfeito, mas ele prega para que as pessoas ampliem as suas consciencias. E se for criticar pelo lado economico da coisa, Figueira ficou desfavorecida economicamente com todo o movimento mariano.

      • Jonas Says:

        Nils (ou será Nihos?, Sohin invertido), Trigueirinho prega pra desviar as pessoas da realidade, e você perde seu tempo aqui tentando defender essa farsa ridícula…

        • Nils Says:

          JONAS, meu nome é Nils mesmo, não tenho nada a esconder, e quando procuramos fazer uma avaliação de algo, devemos considerar os pontos positivos e negativos. E já entreguei pessoalmente ao José carta com dossiê referente à fase “Shimani” e sua atuação…

        • Petrus Says:

          Concordo, Jonas. E já me disseram que o pessoal de Figueira se preocupa muito com esse blog, como já se preocuparam com o site da Corina, mas é nessas horas que vemos o que é verdade. Se Trigueirinho relutasse tanto quanto ao trabalho de Shimani, por que o entregaria todo para ela?

      • Petrus Says:

        Nils, você que conhece tanto do trabalho de Figueira, me responda uma dúvida que tenho: se Trigueirinho reluta em relação ao trabalho de Shimani, que por sinal desdisse muito do que ele falava antes de sua chegada, por que simplesmente entregou o trabalho a ela sem pestanejar?

        • Nils Says:

          Por que Trigueirinho “apoia” Shimani? Levantei as possiveis respostas no Dossiê que ele mesmo recebeu. De fato há uma grande contradição entre a primeira fase e a atual, com a Shimani. Mas aguardem quando Trigueirinho desencarnar…

      • Julia Says:

        Se Figueira ficou desfavorecida, certamente foi o risco do investimento, não é? Imaginaram que arrecadariam muito mais com a falácia da Virgem… Este final de semana encontrei algumas pessoas que moraram mais de 10 anos em Figueira e saíram de uns anos para cá. Foi interessante a conversa, todas elas por unanimidade não gostam de lembrar do tempo que perderam dentro deste trabalho. Relatam situações horrorosas de que eu não tinha conhecimento, como, por exemplo, como as pessoas que moram lá se tratam mal entre si (embora tratem bem a quem chega), a questão da cúpula de Figueira… Um médico jamais pega em uma vassoura como os outros. Se você tem dinheiro, logo identificam e te dão tratamento especial, para você ir soltando a grana para eles. É tanta sujeira… Inclusive falamos a respeito de você, Nils, em como uma pessoa como você ainda compactua com esse lugar… Realmente uma lástima.

        • IRF Says:

          Oi, Julia! Gostaria muito de poder conversar com você ou com alguém que tenha tido uma longa experiência com Figueira. Será que você poderia entrar em contato comigo pelo email italorf20@gmail.com? Ficarei muito grato. Fique na paz!

        • Nils Says:

          JULIA: Não sei onde disse que eu “defendo Figueira”. Eu considerava o trabalho decente ANTES de Shimani. Mesmo assim, TODOS os grupos espiritualistas apresentam falhas. Veja só, até Jesus teve problemas com os apóstolos… Hoje, eu só vejo o dia em que a Shimani vá embora. Mas, o mais provável é que Trigueirinho vai falecer e o mundo vai ver no que Figueira vai se transformar…

      • luis a. w. salvi Says:

        Sim Nils questiono justamente as intenções porque se trata em primeiro lugar de um usurpador que traiu a Hierarquia em todos os planos. A Loja Negra enxerga muita coisa oculta mas não age conforme a luz verdadeira. Ademais ele abarrotou o mercado editorial do Conesul com seu pastiche de falsidades ou meias-verdades de venda fácil deturpando o perfil do mercado esotérico e fechando as portas para a renovação das coisas.

  26. Paloma Says:

    A “virgem” é somente mais uma manobra de manipulação. Eles USAM a fé, a credulidade, a devoção das pessoas para conseguirem os seus intentos.
    Figueira apostou na “showmoney” e perdeu. Perdeu porque ela virou sócia de todo o império e atualmente é quem dá as cartas por lá. Perdeu porque com os novos métodos dela centenas de antigos iludidos e ingênuos colaboradores “ampliaram suas consciências” e se foram. Todo dinheiro que continuam ganhando cobrando “doações” estão investindo na construção da casa dela no uruguay e nas viagens da “virgem”.

    • Julia Says:

      Bem dito, Paloma, apostaram no “showmoney”… E que bom que Figueira tenha ficado desfavorecida com o intento. Sinal de que as pessoas não estão tão bobas quanto a Shimani imaginou…

  27. Rafael Matos Says:

    Muito feliz em encontrar esse blog, e gostaria de deixar minha impressão. Frequentei Figueira durante o momento de transição deles; ainda consegui participar das dinâmicas em que se falavam de hierarquias indígenas, mantras em hebraico e toda a miscelânia espiritual. Sinceramente, em um primeiro momento (cinco primeiros dias) senti que talvez ali fosse um lugar que poderia encontrar mais pontos positivos do que negativos, para uma ajuda nessa caminhada de sermos pessoas melhores. Mas o que eu percebi depois lá foi que todas as pessoas que eram colaboradores fixos tinham um ar meio triste ou raivoso, como se eles fossem os oficiais da SS que iriam patrulhar e eventualmente expulsar as pessoas que não andassem na linha deles. Eles inteligentemente sempre saem alegando duas coisas:

    1- Isso é seu ego, não se questione, olhe para seu coração e aceite.
    2- Você talvez ainda não esteja em um ponto de evolução espiritual para entender.

    Com isso, a culpa é sempre nossa, e eles detêm a inquestionável verdade.

    Fui namorado por 4 anos de uma das três irmãs que hoje são monjas de lá, inclusive uma delas é uma das que estão recebendo as ditas mensagens de Maria junto com o Elias. Vi essa família se desfazer da casa, a mãe deixar as filhas pra ir morar lá (depois as três filhas também foram para lá; pai e irmão também)… O único que fez questionamentos estando lá foi o irmão. E o que aconteceu? Foi convidado a se retirar.

    Concordo com o que já falaram nos outros comentários: a maioria das pessoas se sentem superiores por estarem lá, e qualquer um que tenha atitudes que eles julguem como comuns (como o básico de você se importar com sua família, que está no lado de fora) é tido como alguém que ainda não está em sintonia com o ambiente.

    A mudança foi tão brusca no direcionamento de lá que agora lembra mais uma seita católica. Até parece que todas as outras hierarquias/entidades das quais eles sempre disseram que recebiam conhecimento sumiram ou talvez nunca existiram. Sem falar da mentira descarada no 12/12/12 e depois o 21/12/12: falaram que ia haver o período de escuridão, onde as forças involutivas iriam tocar o terror na terra, que grandes catástrofes iriam acontecer para purificar a terra para que “nova humanidade” pudesse florescer, que também teria aquela operação resgate… Enfim, depois que tudo isso passou, qual foi a desculpa deles? “Nossas rezas nos concederam mais uma chance, temos que continuar rezando ainda mais, para abrir mais canais de luz”. Essa foi a explicação de mais de anos de partilhas, cds e livros sobre o “fim do mundo” que eles com outras palavras pregaram.

    Uma pena ver tantas boas pessoas que foram para lá, esperando uma melhora, estarem jogando esse tempo precioso no lixo e, o pior, algumas vezes ainda trazendo mais pessoas para o buraco.

    • Vinicius Says:

      Caro Rafael,
      Se você pudesse me ver agora, veria uma… pessoa em pé aplaudindo o que você escreveu! você resumiu muito bem o que é Figueira… se me permite, faço apenas uma ressalva: acho que Figueira sempre foi assim… e de alguns anos para cá apenas piorou… não sabia que eles tinham entrado nessa do 12/12/12 e 21/12/12… quase não dá para evitar a risada… o Trigueirinho já foi mais astuto evitando falar em datas, por razões óbvias… parece que ensandeceu de vez… pena… Figueira poderia ter sido realmente um lugar especial… abraços.

    • Petrus Says:

      Olá, Rafael, feliz em ver tanta lucidez. Foi novidade pra mim a desculpa que deram depois das tais datas. São tão caras de pau que ainda tentaram sair como salvadores do mundo. Obrigado por seu comentário, que pra mim foi precioso. Abraço!

  28. Carlos Ribeiro Says:

    Muito válidos e interessantes os comentários, mas faltam aspectos. Se Trigueirinho não for lido dentro do contexto da literatura espiritual, esotérica, e de suas interpretações e seguidores, é inútil, e se transformará apenas em ataques a ele, a Figueira e aos descaminhos de qualquer iniciativa espiritual e de fazer o bem neste mundo. Não há bem que se faça que se retorne, este é um mundo de astral viciado, em primeiro lugar.

    Em segundo, Trigueirinho me aborreceu não pelo diz-que-diz sobre sua comunidade, mas porque percebi isso em seus próprios livros. Uma coisa nesses livros era a disposição de tentar lançar alguma luz no terreno nebuloso dos mistérios e níveis dimensionais, espirituais, de um ponto de vista atual. Outra, a insensibilidade de quem escreveu aquilo, que desejava das hierarquias “que seus amigos e afetos evoluíssem com ele” mas não demonstrava nenhuma sensibilidade pelo sentimento das outras pessoas.

    Sim, isso é uma distorção muito, muito grave, isso não é estar em níveis elevados de entendimento (muito menos de luz). Mas derivar isso para um contra-fanatismo contra ele, teosofismo, em favor de reacionarismos cristãos, religiosos, esotéricos, também é muito preocupante.

    As pessoas são canais, são transmissores, intérpretes de conhecimentos que vieram antes. Blavatski fez um dos primeiros esforços de tirar isso da mentira religiosa (curioso, não li nenhuma crítica a isso por aqui, como influentes movimentos como teosofismo, rosa-cruzes, ou autores como Swedenborg, contribuíram para incluir uns poucos raios de luz autêntica nessa escuridão secular toda), e o que importa é saber ler.

    A verdade e a certeza são progressivas. Buscar, nas áreas de esoterismo e mistérios, certezas e exatidões é primário. Não ver os abusos e ridículos desses “gurus” é outro primarismo. Muitos se esquecem disso e cometem os mesmos erros que estão vendo e severamente acusando nos outros. E aqui não estou criticando a ninguém em particular, e acredito que este espaço bem ou razoavelmente cumpriu seu objetivo proposto. Mas talvez eu esteja errado também, pois equilíbrio, bom senso, lógica, justiça, não combina com a “casa do capeta” que é ou se torna nosso mundo cada vez mais.

  29. luis a. w. salvi Says:

    Em todos os tempos as Trevas criaram anti-cristos como sombras de manifestações divinas, para tentar desviar missões maiores com o poder e a demagogia que elas ostentam.

  30. Valentino Says:

    Duas dissertaçoes relacionadas a essa seita “new age”:

    http://blogsdelagente.com/chacomundo/2009/08/16/investigacion-secretos-shiman/comment-page-1/
    http://profeciasyrevelaciones.blogspot.com.br/2014/03/supuestas-apariciones-marianas-en-un.html

    Seita essa que nao é para todos, estranho isso. Deus é pai de todos, mas as seitas em geral nao sao para todos… É realmente estranho, mas os individuos que nao se importam e fingem que se importam, que nao sabem e pensam que sabem, nao veem os detalhes. Desde que seus egos sejam alimentados, e suas ideias, vontades, aventuras, “passeios”, etc, estejam em dia, se acomodam. Estao desgovernados, sem bom senso, sem auto-analise, sem auto-critica, e sem Deus, pois Deus é uniao, Deus é certo, Deus é O certo, e nao nossas imaginaçoes, pensamentos e vontades. Pra nao pensarem, nem imaginarem (energias eletrica e magnetica do chao, da materia) que estou querendo ou tentando disseminar outra crença, nao vou dizer a fonte desse conhecimento, ja mencionei em outros comentarios, mas nao foram publicados, e nao tenho certeza do motivo, entao, nao vou dizer a fonte desse conhecimento, por enquanto.

    • Admin Says:

      Valentino, o próprio conceito de seita envolve segregação, então já é de se esperar que a coisa não seja para todos, do ponto de vista do criador e seus seguidores.
      A fonte do “conhecimento” a que você se refere já foi dita em outro comentário seu (aqui). Trata-se da obra “Universo em Desencanto”, ao redor da qual gira toda a doutrina da Cultura Racional, outra seita tão “non sense” como a criada e mantida por Trigueirinho.

  31. Sandro Says:

    Aos irmãos do blog.
    Gostaria de saber se não aproveitaram nada do que Trigueirinho proporciona no sentido de autoconhecimento, impulsos de evolução, vigília de consciência e conduta, entre outros, e como explicam a sua habilidade de esclarecimentos a respeito da vida humana.
    Gostaria também de saber a opinião quanto as aparições de Jesus, Maria, José, entre outros, manifestando mensagens de transformações, paz interior, cura e preparo para a situação em que o planeta passa na atualidade, e sobre a questão econômica de todo este trabalho, no qual não pedem, nem exigem valores, sobrevivendo toda esta comunicação apenas com o custo.
    Paz!

  32. FCP Says:

    Amigos,
    Acabo de sair de Figueira e estou chocado…
    Imediatamente procurei na internet relatos dos visitantes e encontrei vocês…
    Fiquei nas Terras da Irmandade e pude constatar que ali é um laboratório de manipulação onde robôs humanos são condenados a trabalhar, se alimentar fracamente, para à noite serem manipulados com discursos de fim de mundo e resgatados…
    As pessoas ali são tristes, não se vê um sorriso. Me senti em uma prisão.
    Não existe cuidado nenhum com a natureza.
    Eles reclamam de falta de água mas não possuem nenhum captador de água ( e choveu os 3 dias que fiquei lá ).
    Poderiam muito bem fazer um banheiro seco, mas não.
    Eles pedem 5 minutos de banho ( e olhe lá !!! ) depois de trabalharmos e suarmos o dia inteiro, proíbem a comunicação de celular ( mas a maioria dos residentes utiliza ), e não têm carinho nenhum com o reino vegetal: presenciei milho e feijão plantado no meio do mato onde o RESPONSÁVEL PELOS DEVAS (kkkk) PISAVA SEM CARINHO NENHUM !!!
    Ali existe uma fé cega e muita incoerência, basta observar… Mas não dou muito tempo para aquele lugar…
    EM BREVE ESTARÁ TUDO ABANDONADO E ACABADO. AQUILO NÃO PASSA DE UMA TERRA DE LAGARTOS !!
    GRAÇAS !!
    LUZ E AMOR !!

  33. Nils Says:

    Em 2014 estive na partilha onde a Shimani fez o pronunciamento a respeito do afastamento do Arthur, o possível continuador de Trigueirinho que não se adaptava ao celibato (o que não é uma coisa errada, faz parte da natureza, e a paternidade responsável também faz parte de um caminho espiritual). A Shimani disse tanta besteira esotérica que só foi superada pelas mentes que acreditaram naquele discurso. Agora ele se mudou para o Mato Grosso, e organizou uma comunidade com moldes semelhantes ao da antiga Figueira, e espero que ele possa cumprir com o caminho que escolheu. Quanto a Figueira, de veras, uma lástima, agora consagrando pão e vinho como se por acaso tivessem sido ordenados dentro de alguma sucessão apostólica (que eles não têm).

    • Julio Cesar Says:

      Nils, me ficou uma dúvida, se você é o Nils de F2 (pelo menos o conheci lá, se for).
      Vi um comentário seu dizendo que Trigueirinho reluta quanto ao trabalho da Shimani, e é realmente notável a diferença entre os dois trabalhos. Mas se Trigueirinho era o guardião do trabalho por que permitiu que Shimani chegasse e tomasse conta de tudo? Se ele não concorda, por que não a tira de lá? Afinal ele é o responsável pelo que acontece lá e por todos os descaminhos que estejam acontecendo. E mais: Por que Trigueirinho atraiu este Ser e não percebeu de antemão que seria uma grande furada? (Considerando, claro, que Trigueirinho esteja inocente nesta história, o que particularmente duvido, até que algo me mostre o contrário.) Gostaria de ouvir suas considerações a respeito.

      • Nils Says:

        Eu pessoalmente entreguei uma carta ao Trigueirinho, manifestando o quanto ele tinha desviado da proposta original de Figueira…a carta foi entregue depois de uma partilha onde o próprio Trigueirinho citara 3 vezes uma obra de Bailey, fato mencionado na carta…mas, parece que Trigueirinho não passou por um teste iniciático chamado DISCERNIMENTO…ou está tentando olhar para uma direção errada achando que é a certa, ou está desvitalizado demais para poder enfrentar esta fase nas mãos de Shimani…não esqueçamos que Trigueirinho também está sujeito aos testes regulares dum caminho espiritual…de qualquer forma, concordo que Trigueirinho é co-responsável por esta nova fase…mas, a Grande Testemunha, chamada Tempo, vai mostrar QUAIS frutos essa árvore da Figueira vai dar…

  34. IRF Says:

    Por favor, preciso de algum contato de alguém que tenha tido uma longa experiencia com o trabalho de Figueira e Trigueirinho. O quanto antes melhor.

  35. mary Says:

    Ao fim de ler todos estes comentários cheguei á conclusão, de que existem aqui comentaristas que o seu unico objectivo, é denegrir, e destruir o trabalho evolutivo de Figueira, por terem tido más experiencias lá, agora tomam isto como vingança, ou então, estão a ser usados conscientemente ou inconscientes, por forças contrárias, tudo isto porque algumas pessoas, mesmo não tendo um nivel espiritual elevado o suficiente para estarem lá, entram para lá como temporários ou residentes, e o resultado é que não compreendem os ensinamentos, nem a disciplina exigida, porque pensavam que aquilo era só maravilhas, paz, e eram todos perfeitos, e não haveria injustiças, desigualdades, nem esforços de tipo nenhum, esqueçeram-se que quem está lá tambem erra, é imperfeito, estão á procura de seu caminho, tentando superar seus defeitos, por isso há queixas, desilusões, e devem acontecer coisas que concerteza o Trigueirinho nem tem conhecimento, mas ele sabe que não é nenhum paraíso! é triste ver como alguns tentam destruir este trabalho tão importante para a Humanidade, mas o ser humano é assim mesmo!… eu também por vezes não percebia, algumas palestras achava até incoerente, até que deixava, e mais tarde á medida que persistia nos estudos e aperfeiçoamento acabava por perceber e vejo que este é o ensinamento mais completo, talvez a parte das aparições confunda um bocado, pela semelhança católica, mas que sabemos nós dos objectivos das Hierarquias, dos nossos irmãos maiores do espaço? não será talvez um modo de aproximar as várias religiões? que mal haveria nisso?
    Paz e Luz para todos.

  36. Valentino Says:

    “Opinioes” nao valem nada, fato é fato e nao se discute. Policia e ministerio público deveriam investigar seriamente esse local, e que seja garantida a nao interferencia dos tais “ricaços” que financiam essa seita, uma tal “cupula de figueira”. Como a comunidade tem fachada religiosa e “crenças sao livres” perante a lei, entao mascaram as “experiencias” com fachada religiosa. Isso tem cara de “projeto mk ultra” e tambem lembra “experiencias” nazistas. A questao de acreditarem em duendes ou qualquer outra ilusao e auto-sugestao invisivel nem vou comentar nesse momento. POLICIA E MINISTERIO PÚBLICO, INVESTIGUEM O QUE ROLA EMBAIXO DOS PANOS OU, COMO LI EM VARIOS RELATOS DE EX-MEMBROS E EX-FREQUENTADORES, OS BASTIDORES. Essa nao é a unica “experiencia” do tipo, figueira não é a unica “comunidade arco-iris” atual, ocultistas sempre fizeram “experiencias” desde a antiguidade, E NAO TÊM LIMITES. Se voce consegue acreditar em suas mentiras, saiba que nem todos sao assim, auto-negados para as verdades e para os fatos. Deve doer muito descobrir que se está numa palhaçada, numa furada, numa enrascada há anos, mas é necessario colocar os pés no chao e encarar os fatos, encarar a realidade, pois acordar é bom, e quem dorme nao sabe o que faz!

  37. nós somos Says:

    Neste video, “A Loja Branca e a Loja Negra”, são expostos detalhes sobre a atividade da contra-iniciação que caracteriza Figueira.

Deixe um comentário! (Atenção: se estiver fora de contexto ou buscar atingir simplesmente a pessoa do administrador do blog ou outros comentaristas, sem se ater às postagens ou aos comentários propriamente ditos, não será publicado.)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: